Caminhoneiros fazem paralisação por melhores condições de trabalho em MT

Empresa que administra terminais de carga afirmou 'permanece aberta ao diálogo e repudia qualquer iniciativa que possa prejudicar a população da região'

Priscila Trindade, estadão.com.br

16 de agosto de 2010 | 18h01

SÃO PAULO - Caminhoneiros iniciaram na manhã desta segunda-feira, 16, uma paralisação por tempo indeterminado em Mato Grosso nos terminais de cargas de Alto Taquari e Alto Araguaia, ambos administrados pela América Latina Logística (ALL).

 

Segundo a Federação dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Estado de Mato Grosso (Fettremat), os motoristas reclamam da falta de pavimentação nos pátios que intensifica a poeira no tempo seco e a lama durante o período chuvoso. Os caminhoneiros pedem também o fim da cobrança do uso dos banheiros nos terminais.

 

Em nota, a ALL afirmou que "permanece aberta ao diálogo e repudia qualquer iniciativa que possa prejudicar a população da região". Segundo a empresa, estão sendo realizadas obras de pavimentação na via em frente ao restaurante, localizado no pátio, e na sua extensão, até a entrada dos boxes e pátio de marcação e na entrada para a classificação das cargas. A via de acesso entre os terminais também será asfaltada. A previsão é de que estas obras estejam concluídas em até 120 dias.

 

A ALL esclarece ainda que "a interrupção por parte dos motoristas representados pelas entidades acima não se reveste da garantia constitucional ao direito de greve, uma vez que a ALL não é sua empregadora, e sim proprietária dos terminais utilizados pelos motoristas para o descarregamento dos caminhões, não mantendo com estes qualquer relação empregatícia, comercial ou de outra natureza".

 

O Terminal de Alto Araguaia movimenta atualmente cerca de 600 caminhões/dia. Já o terminal de Alto Taquari recebe atualmente cerca de 60 caminhões.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.