Camisa Verde e Branco comemora 50 anos de folia

A terceira escola a desfilar no sambódromo da capital paulista foi a Camisa Verde e Branco, que levou para a passarela a história da cidade e do bairrro da Barra Funda, misturada aos cinqüenta anos da agremiação, completados este ano. Uma das inovações do desfile foi a apresentação da ala das baianas logo após o carro abre-alas. As demais partes da escola retrataram temas que simbolizam o bairro, como o trabalho nas Indústrias Matarazzo e a ferrovia que corta a Barra Funda. Após o desfile, uma das passistas assumiu o papel de madrinha dos garis que limpavam a passarela para a o desfile da escola seguinte, a Águia de Ouro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.