REPRODUÇÃO
REPRODUÇÃO

Campanha contra pessoas com deficiência causa revolta no PR

Outdoor em Curitiba atribuído ao Movimento pela Reforma dos Direitos defende 'fim de privilégios para deficientes'

Julio Cesar Lima, Especial para O Estado

30 Novembro 2015 | 20h09

CURITIBA - Um outdoor com a frase "Pelo fim dos privilégios para deficientes", no bairro Vista Alegre, em Curitiba, causou polêmica e revolta na cidade. A peça é atribuída ao Movimento pela Reforma dos Direitos (MRD), que tem uma página no Facebook. 

Mesmo com a possibilidade de ser parte de uma peça publicitária, o teor da campanha não agradou as autoridades e muitas pessoas se manifestaram pelas redes sociais.

 

O MRD usou sua página no Facebook para falar sobre o outdoor. "O nosso movimento recebeu muitas críticas e gerou diversas dúvidas. Mas não vamos nos calar nem nos intimidar com isso. Somos um movimento organizado, temos nossos objetivos bem claros e gostaríamos de explicá-los a todos", comentaram. 

No meio da tarde, o grupo também postou uma mensagem contra os cotistas. "Você estuda por anos, dedica-se, vai bem na prova. Aí chega a lista e você perdeu seu futuro profissional por causa de uma cota. Coloque-se no lugar de quem passa por isso e pense: é justo?", questiona.

Segundo a secretária Mirella Prosdócimo, da Secretaria Especial dos Direitos da Pessoa com Deficiência, o outdoor surge justamente no momento em que a cidade se mobiliza pela inclusão. "No momento em que a prefeitura amplia suas ações para inclusão, lamentavelmente um grupo se manifesta de forma agressiva contra as pessoas com deficiência", comentou, por meio da assessoria.

A campanha acontece na semana do Dia Internacional das Pessoas com Deficiência (3) e do Dia Mundial da Acessibilidade (5). O grupo já havia conquistado mais de mil curtidas em sua página no Facebook até as 20 horas desta segunda. 

Mais conteúdo sobre:
CURITIBAFacebook

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.