Campinas adota passe múltiplo de ônibus

A Associação de Empresas de Transportes Urbanos de Campinas (Transurc) anunciou o lançamento de dois novos vales-transporte, com dez passagens cada, e de um projeto de valorização cultural da cidade. Os novos cartões múltiplos de dez foram criados para garantir maior comodidade aos usuários, que dispunham apenas de cartões com uma ou duas passagens. Um desses múltiplos é destinado ao usuário comum. O outro, a pessoas jurídicas, autônomos ou mesmo físicas que não pagam vale-transporte aos seus funcionários."Quem paga passagem para um empregada diarista, uma ou duas vezes por semana, pode utilizar o recurso", exemplificou o diretor de Comunicação da Transurc, Paulo Barddal. Ele lembrou que as seis permissionárias de ônibus de Campinas dispõem ainda do vale-transporte recarregável, utilizado por empresas que pagam uma cota mensal de passagens a seus empregados. O recarregável comporta de 30 a 255 passagens. A outra novidade anunciada é que os cartões trarão a imagem de monumentos históricos de Campinas. Os múltiplos de dez são ilustrados com fotografias da Catedral Metropolitana e da antiga Estação Ferroviária da cidade. Para o recarregável foi escolhida a imagem do Palácio dos Azulejos.A empresa contratou um ator e um guia turístico para divulgar o lançamento junto aos usuários, além de uma campanha publicitária na mídia local. A campanha e a venda dos novos produtos serão iniciadas amanhã em terminais de ônibus e 120 pontos de venda. O ator representará dois campineiros ilustres, o ex-presidente Campos Sales e o compositor Carlos Gomes. Ele e o guia percorrerão os trajetos feitos pelos ônibus, em diferentes horários, durante um mês, para contar aos passageiros a história dos monumentos e distribuir panfletos, com informações sobre os prédios históricos. A Transurc imprimiu 100 mil panfletos, 500 mil unidades de cada um dos cartões múltiplos de dez e 60 mil dos recarregáveis. No mês passado, foram vendidos 60 mil recarregáveis, 80 mil múltiplos de dois e 330 mil unitários. O objetivo é acrescentar outros monumentos a cada nova impressão. O Mercado Municipal já está na lista.As seis empresas permissionárias em Campinas têm uma frota de 834 ônibus, que percorrem 195 linhas. A média de passageiros pagantes por mês é de 8,5 milhões. De acordo com Barddal, outra proposta da empresa, com os novos lançamentos, é reduzir o uso de dinheiro pelos passageiros, para garantir maior segurança. No mês passado, a Transurc registrou 81 assaltos a ônibus, contra 160 do mesmo mês em 2001. A redução, conforme Barddal, deve-se à ação da Polícia Militar, que colocou homens à paisana nas linhas críticas, e à orientação dos funcionários das empresas para uma rápida comunicação da ocorrência, para facilitar a prisão dos assaltantes.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.