Campinas investiga surto de febre maculosa

A Secretaria de Saúde de Campinas, interior de São Paulo, investiga se há um surto de febre maculosa no Núcleo Residencial Jardim Eulina, bairro que abriga pessoas pobres na periferia da cidade. Quatro casos estão sendo analisados. Um homem de 43 anos morreu com os sintomas no Hospital das Clínicas da Unicamp, no último domingo. Outra morte, de um jovem, foi registrada no dia 23 de junho. Uma criança e um adulto estão internados no HC com suspeita de estarem com a mesma doença.De acordo com médico sanitarista André Ricardo Ribas de Freitas, além da febre, a Secretaria não descarta leptospirose e dengue. As três doenças têm sintomas semelhantes: febre, dor no corpo e dor de cabeça. Além disso, o ambiente freqüentado pelos doentes e mortos oferece risco para os três males. No local há carrapatos estrela, ratos em meio ao lixo e material reciclável e mosquitos.Os exames laboratoriais das amostras colhidas dos pacientes, que devem identificar a doença ou as doenças, ficam prontos em duas semanas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.