Campo Grande decreta situação de emergência por chuvas

Forte temporal no fim de semana interditou ruas e alagou bairros; prefeitura e agências avaliam danos

Solange Spigliatti, da Central de Notícias,

01 de março de 2010 | 13h30

O prefeito de Campo Grande, no Mato Grosso do Sul, Nelson Trad Filho, decretou situação de emergência nesta segunda-feira, 1, por conta das fortes chuvas que atingiram a cidade neste fim de semana.

 

Entre os lugares que sofreram estragos causados pelos temporais estão a Rua Ricardo Brandão, que foi interditada nos dois sentidos, próximo à Câmara Municipal. A pista sentido bairro-centro ficará interditada sem previsão de liberação. A outra pista está interditada por precaução, até avaliação.

 

Por conta dos alagamentos, dois carros foram arrastados pela enxurrada, entre as Ruas Paulo Machado e Afonso Pena. As águas também causaram o tombamento de outro veículos, na rotatória da Via Park/Mato Grosso, após o veículo ter sido abandonado. Não há registro de feridos.

 

A Via Park foi interditada no sentido Afonso Pena/Mato Grosso, por conta de água na pista. Dois veículos ficaram atolados no canteiro central (um ônibus da São Francisco e um caminhão dos bombeiros), que já foram retirados.

 

Na Avenida Ceará, com Ricardo Brandão, a área foi fortemente atingida, com difícil previsão de liberação, porque há indícios de danos à estrutura do viaduto.

 

A Prefeitura e equipes da Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha) e da Agência Municipal de Transporte e Trânsito (Agetran), apoiadas pela secretaria de Governo (Segov), fizeram uma avaliação dos estragos in loco para viabilizar alternativas que amenizem os danos e tragam a cidade de volta à normalidade.

Tudo o que sabemos sobre:
Campo GrandeMSchuvas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.