Cancelada indenização de idosa ameaçada após filmar traficantes

Em decisão favorável a um recurso do governo do Estado do Rio, a 16.ª Câmara Cível reformou a sentença da 8.ª Vara de Fazenda Pública, que, em primeira instância, concedera à aposentada conhecida pelo nome fictício de Dona Vitória, de 81 anos, uma indenização de R$ 150 mil. Por dois anos, Dona Vitória registrou em vídeo, da janela de seu apartamento, a movimentação de traficantes de drogas na Ladeira dos Tabajaras, em Copacabana, zona sul. Depois que as imagens se tornaram públicas, 32 pessoas foram presas, entre elas nove policiais militares. A aposentada foi ameaçada, teve de sair de casa e ingressou no programa de proteção a testemunhas. Em sua ação, Dona Vitória acusava o Estado de omissão. Mas, para os desembargadores que alteraram a decisão inicial da Justiça, foi a própria aposentada quem se colocou em risco ao registrar imagens do tráfico e tem de assumir as conseqüências do ato.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.