Candidata a concurso de creche está em coma

A balconista Patrícia Diegoli, de 19 anos, que na manhã do último sábado sofreu uma parada cardíaca quando participava da prova de aptidão física no concurso para admissão como funcionária de creche municipal de Lençóis Paulista, está internada em coma, na UTI do Hospital de Base de Bauru. As últimas informações são de que seu estado é grave, embora não se possa falar em morte cerebral, já que a paciente urinou e menstruou após a internação.A família de Patrícia está inconformada. Seu pai, José Carlos Diegoli, protesta contra o esquema do concurso: "Não deveriam exigir um teste de aptidão como esse para o ingresso de uma babá de creche, antes do teste, deveriam ter feito uma pré-avaliação dos candidatos para evitar ocorrências como esta", disse.Outras participantes do concurso, cuja prova de aptidão realizou-se na pista municipal de atletismo, disseram que a jovem caiu logo no início da corrida de 200 metros e demorou aproximadamente meia hora para ser levada ao pronto-socorro, de foi encaminhada para a UTI. "A prova deveria pelo menos ser acompanhada por uma equipe médica", reclamou o pai, que registrou boletim de ocorrência para preservação de direitos da vítima.O prefeito José Antonio Marise (PSDB) determinou a suspensão do concurso, que é aplicado por uma empresa especializada, e a realização de sindicância para apurar em que condições ocorreu o acidente com Patrícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.