Candidata ganha ajuda de vice para discurso em NY

Com auxílio do empresário e candidato a vice-presidente, Guilherme Leal, e do economista Eduardo Giannetti da Fonseca, a presidenciável Marina Silva (PV) prepara entre hoje e amanhã o discurso que fará para a comunidade financeira internacional em Nova York. Marina participará de evento organizado pela BM&F/Bovespa, na quinta-feira. Ela disse ontem que seu discurso ainda não está pronto e evitou adiantar pontos do pronunciamento.

Malu Delgado, O Estado de S.Paulo

19 de julho de 2010 | 00h00

A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, foi a primeira a falar no evento, em 21 de maio. Segundo a BM&F/Bovespa, todos os principais candidatos presidenciais foram convidados para o evento.

Marina informou que aproveitará a viagem a Nova York para inaugurar nos Estados Unidos uma "Casa de Marina" ? os comitês organizados em casas por iniciativa de eleitores.

Estagnada nos 10% das intenções de voto, Marina disse considerar o porcentual "muita coisa" quando levada em conta a estrutura das campanhas dos adversários. "Eu entrei para tirar o eleitor do anonimato e para ele assumir a prerrogativa de agente mais importante das eleições."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.