AO VIVO

Acompanhe notícias do coronavírus em tempo real

Candidato a prefeito do Guarujá teria sofrido atentado

O automóvel Santana de cor prata, do candidato do PT à prefeito do Guarujá, Nelson Fernandes, foi atingido por quatro tiros disparados por um homem que estava na garupa de uma motocicleta. O ataque aconteceu pouco antes de meia-noite desta sexta-feira, à altura do número 502 da Av. Plínio Carvalho Pinto, no bairro da Enseada, naquela cidade. Mas o candidato não estava no carro. O motorista Paulo Rogério Damim, de 37 anos, tinha acabado de deixar o político em sua residência, no Condomínio Península, na mesma avenida.Segundo o motorista, assim que deixou Fernandes no condomínio, seguiu no sentido da Península para a Enseada. A motocicleta com dois ocupantes, usando roupas escuras e capacetes pretos, estava no mesmo sentido. Passou pelo Santana e depois diminuiu a velocidade. Foi nesse momento que Paulo Rogério viu o homem da garupa apontar uma arma.Ele conta que ouviu apenas dois estampidos e, desviando-se do caminho, entrou num matagal, saltou do carro e prosseguiu a fuga a pé. Não foi seguido pelos motoqueiros. E, pelo celular, chamou a polícia. Diz que não ouviu outros tiros, mas havia marca de bala no pára-brisa e perfurações no pára-lama dianteiro esquerdo, na porta traseira esquerda, no porta-malas.Nelson Fernandes compareceu à delegacia, onde o delegado Carlos Topfer registrou a ocorrência como "tentativa de homicídio", cuja vítima é o motorista. A assessoria do político, porém, acredita que se trate de um atentado. Com larga vantagem nas pesquisas eleitorais com relação aos demais candidatos, Fernandes tem se queixado de danos a seus materiais de campanha e ações violentas cometidas por adeptos de seus adversários. Chegou a pedir proteção à Polícia Federal, mas lhe foi recusado.

Agencia Estado,

02 de outubro de 2004 | 05h46

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.