Candidato retoma campanha com visita a reduto petista

Na tentativa de reduzir a desvantagem em relação à adversária Dilma Rousseff (PT), o tucano José Serra começa amanhã pela Bahia seu giro de viagens no segundo turno da campanha. Enquanto a petista teve mais de 4 milhões de votos no Estado, ele não chegou a 1,5 milhão.

Julia Duailibi, Ana Paula Scinocca e Christiane Samarco, O Estado de S.Paulo

07 Outubro 2010 | 00h00

Os tucanos decidiram atuar em duas frentes. "Vamos focar tanto nos lugares em que perdemos e precisamos diminuir a desvantagem quanto naqueles que ganhamos. Neste caso, vamos investir para aumentar ainda mais a diferença", resumiu a senadora Marisa Serrano (MS), responsável pela elaboração da agenda do presidenciável tucano.

Para reforçar a estratégia, Serra desembarca sábado em Santa Catarina, onde venceu a petista com diferença de 200 mil votos. A meta é ampliar a diferença para 1 milhão de votos. Além de Chapecó, o tucano deve ir a Blumenau para visitar a Oktoberfest, tradicional festa alemã que começa hoje. Na semana que vem, o tucano deverá focar a campanha em Minas, Rio e Pará.

Na TV, a campanha de Serra não deve ter alterações bruscas, apesar das críticas de políticos em relação à linha adotada pelo marqueteiro Luiz Gonzalez. O horário eleitoral gratuito neste segundo turno começa amanhã. As primeiras gravações já foram feitas na terça-feira e ontem em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.