Candidatos querem anular concurso da Infraero no Rio

Candidatos do concurso realizado neste domingo pela Infraero, que faziam a prova no Centro do Rio, denunciaram quebra de sigilo no exame devido a uma troca de envelopes. Segundo os candidatos que faziam a prova no Colégio Pedro II, em pelo menos quatro salas os examinadores abriram envelopes lacrados que continham provas para carreiras diferentes.Cerca de uma hora depois, elas foram trocadas por outras, que não estavam em envelopes, mesmo depois de candidatos terem saído das salas, lido outras provas e usado telefones celulares. Um grupo registrou queixa na delegacia local e pede que o concurso seja anulado.Havia três tipos de provas para as carreiras de Jornalismo, Relações Públicas e especialização em Comunicação Social. As provas de Jornalismo foram trocadas com as de especialização, mas alguns candidatos chegaram a fazer o teste, mesmo com os cartões trocados.Em outras salas, candidatos protestaram batendo nas mesas e acionaram a polícia usando telefones celulares. Alguns candidatos disseram que a organização do concurso tentou evitar a saída deles do colégio e que examinadores incentivaram as pessoas a fazer as provas erradas. Mesmo assim, vários deixaram o colégio levando os testes, o que não seria permitido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.