Candomblé pega fogo em Salvador e deixa 30 feridos

Incêndio aconteceu durante ritual no bairro de Pirajá, que estava usando fogos de artifícios

Alessandra Aquino, do Estadão

26 Agosto 2007 | 22h37

O candomblé Nação do Ketu, situado no bairro de Pirajá, em Salvador, incendiou-se durante um ritual em que estavam sendo usados fogos de artifícios, ferindo mais de trinta pessoas. Todas foram levadas para a Unidade de Emergência de Pirajá e mais tarde foram transferidas para o HGE ( Hospital Geral do Estado), sendo que 40% delas apresentavam queimaduras com extensão de mais de 80%.  Segundo Cláudia Araújo, médica coordenadora do plantão do SAMU, a maioria dos feridos tinha queimaduras de terceiro grau.   Ricardo Gouveia, diretor da rede própria de hospitais daSesab (Secretaria de Saúde da Bahia), afirmou que pelo menos três pessoas estavam em estado muito grave, com cerca de 90% da superfície corporal queimada. Entre os feridos encontravam-se duas crianças de quatro e cinco anos e dois adolescentes de 17 e 15 anos.  "Dez pessoas foram encaminhadas para a sala de cirurgia pouco depois das 21h de domingo e muitos pacientes vão ser transferidos para outros hospitais", ressaltou Gouveia. Cerca de vinte pacientes ficaram no HGE, enquanto os outros foram encaminhados para os hospitais Ernesto Simões Filho, Menandro de Farias e Roberto Santos. Estão sendo disponibilizadas três psicólogas de plantão e assistentes sociais para atender os parentes das vítimas.

Mais conteúdo sobre:
CandombléSalvador

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.