Cão encontra bebê abandonado no Guarujá

O cachorro Nick, de quase 5 anos, viveu um dia de herói anteontem ao encontrar um recém-nascido em uma lixeira no bairro Paé-Cara, em Vicente de Carvalho, no Guarujá, na Baixada Santista. Embrulhada em panos e com o cordão umbilical amarrado com fio-dental, o bebê está sendo chamada de Maria Eduarda pelas enfermeiras do Hospital Santo Amaro, onde está internado. A menina passa bem e deve ter alta logo.A dona de casa Zilda Lopes da Silva, de 53 anos, dona do "mestiço de minipastor", conta como socorreu a menina. Zilda disse que sempre levanta às 6 horas e abre o portão de casa para o cão passear. "Ele foi para um lado diferente do que costuma ir, parou na frente da lixeira e ficou latindo." Foi quando Zilda percebeu o choro de criança. "Fui até lá e vi que era um bebê, bem embrulhadinho em uns panos sujos, dentro de uma mochila cor-de-rosa, que estava aberta." Na mochila, havia algumas roupinhas velhas, uma chupeta e duas fraldas.Zilda levou a bebê para casa e chamou a polícia. Utilizou uma mamadeira de seu bisneto para tentar amamentar a criança, que recusou o leite. De fralda trocada, o bebê foi encaminhada para o hospital. Maria Eduarda estava com 4,5 quilos e tinha cerca de dois dias. A conselheira tutelar Marceli Cabral afirmou que o caso já está na Vara da Infância e Juventude. Assim que tiver alta, o bebê irá para um abrigo municipal. "Agora será apurado quem é a mãe desse bebê, pois ela será responsabilizada."

Rejane Lima, O Estadao de S.Paulo

02 de dezembro de 2008 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.