Capacidade não foi ultrapassada

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), o avião tinha capacidade para dez passageiros e um tripulante - a agência ressalva, porém, que a capacidade não havia sido ultrapassada, pois uma portaria do ano 2000 prevê acréscimo de 30% de passageiros que forem crianças de até 2 anos, caso em que se encaixa o avião acidentado, segundo a Anac.

, O Estadao de S.Paulo

24 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.