Capela guarda carro contra a lei

Um estacionamento irregular funciona na Rua Roberto Simonsen, ao lado do Pátio do Colégio, no centro. Manobristas abrem o portão para cada automóvel. Os usuários são pessoas que trabalham na região. Segundo os manobristas, a mensalidade é de R$ 220 e não se trabalha com diárias. Eles dizem que o local comporta até 250 automóveis. Um cartaz no balcão avisa que "o horário máximo permitido para a retirada dos veículos é às 20 horas". A Subprefeitura da Sé disse que a área consta como terreno particular da capela e não como estabelecimento comercial, sendo proibida a cobrança de mensalidades. Ela disse não saber do estacionamento porque não há nenhuma placa com preços. O padre Carlos Contrieri argumentou que "as pessoas fazem doações". "Não é um estacionamento. Até a Prefeitura utiliza."

, O Estadao de S.Paulo

25 Julho 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.