Capital e Grande SP registram 5 homicídios em três horas

Cinco homicídios foram registrados das 23 horas de quarta-feira às 2 horas da madrugada desta quinta-feira na Capital e Grande São Paulo. Nenhum suspeito pelos crimes havia sido preso até as 5 horas. Por volta da 1 hora, um homem, com as mãos amarradas, foi encontrado carbonizado dentro de um Voyage cinza, placas DRM 3825/SP, na esquina da Rua Raimundo Gonçalves Ferreira com a Rua Cento e Dois, em Cidade A.E. Carvalho, zona leste da capital. Moradores ouviram vários disparos e minutos depois encontraram o veículo em chamas. Os Bombeiros não chegaram a tempo de apagar o fogo antes da vítima ficar irreconhecível. Segundo o boletim de ocorrência registrado no 64º Distrito Policial, pelo delegado Guilherme Lazo Solano Filho, o carro, que não é licenciado desde 1999, está em nome de Paulo Roberto Gomes da Silva. No final da noite de quarta-feira, um homem, desconhecido, aparentando 30 anos, branco, gordo e de cabelos curtos, foi encontrado morto na entrada de um terreno baldio, na altura do nº 330 da Rua Madri, em Vila Metalúrgica, Santo André, no Grande ABC. O corpo estava enrolado em um cobertor e um lençol. A vítima, segundo a polícia, foi morta por enforcamento no qual foi usada uma corda de varal. Testemunhas dizem que o corpo foi jogado por desconhecidos que passaram pelo local em um carro. O caso foi registrado no 2º Distrito Policial de Santo André pela delegada Adrianne Mayer. Foram registrados também dois homicídios na zona sul da capital. Um no Jardim das Embuias, área do 101º Distrito Policial, e outro no Parque Santo Antonio, área do 92ºDistrito Policial. Em ambos os casos, as vítimas foram mortas a facadas. Um quinto assassinato ocorreu em Francisco Morato, na Grande São Paulo, por volta das 23h30 de quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.