Capital e São Bernardo têm hoje vacinação contra pólio

A Secretaria Municipal da Saúde (SMS), por meio do Centro de Prevenção e Controle de Doenças, o Ministério da Saúde e a Secretaria de Estado da Saúde promovem hoje a segunda etapa da campanha de vacinação contra a poliomielite (paralisia infantil), em 1.104 postos na capital. Em São Bernardo do Campo, a campanha também ocorre, em 45 locais. Desses, 30 postos estarão instalados nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da cidade. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde da capital, na vacinação, que acontece das 8 às 17h, poderão ser distribuídas até 1,5 milhão de doses da vacina. A campanha vai envolver ainda 11.519 profissionais e 515 unidades móveis. O objetivo é vacinar todas as crianças de zero a quatro anos, que, na capital, estima-se cheguem a quase um milhão. As outras 500 mil vacinas fazem parte de uma reserva. Em 2002, na primeira etapa da campanha, São Paulo atingiu 87,32% de crianças que foram vacinadas. Em São Bernardo do Campo, a meta é vacinar pelo menos 95% das crianças com menos de 5 anos, moradoras do município. Em junho desse ano, em outra campanha na cidade, foram vacinadas 97,3% das pessoas nessa faixa etária. Cerca de 450 funcionários de saúde irão trabalhar nas unidades, também das 8h às 17h. Doença está erradicadaSegundo dados da SMS, a poliomielite está erradicada no país e os últimos casos confirmados foram em 1989, no Rio Grande do Norte e na Paraíba. No Estado de São Paulo, o último caso registrado foi no município de Teodoro Sampaio, em 1988. A Assembléia Mundial de Saúde, realizada em 1988, tomou a resolução de erradicar a poliomielite no mundo até 2005. Desde então, o número estimado de casos de pólio tem diminuído em mais de 99%. As regiões das Américas, do oeste do Pacífico Ocidental e a Europa já receberam o Certificado de Erradicação de Poliomielite. Porém, países como Índia, Nigéria, Paquistão, Afeganistão, Egito e Somália ainda não conseguiram acabar com a doença.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.