Capital tem 120 quilômetros de congestionamento

O tráfego segue complicado na noite desta terça-feira, 15, nas principais vias de São Paulo. O motivo é a movimentação intensa de veículos por conta da greve dos metroviários. Às 19 horas, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) registrou 120 quilômetros, índice bem acima da média para o horário, que é de 106 km, e também superior aos 111 km registrado às 18h30. O trecho mais crítico está no corredor norte-sul, formado pelas avenidas Rubem Berta, 23 de Maio e Moreira Guimarães, sentido Santana, onde o motorista reduz a velocidade por cerca de nove quilômetros, desde o Viaduto João Julião da Costa Aguiar até a Praça da Bandeira. Na pista expressa da Marginal do Tietê, sentido Lapa-Penha, há 8 quilômetros de trânsito lento, com pontos de parada, entre as pontes Freguesia do Ó e Vila Guilherme. Pela Avenida dos Bandeirantes, em direção à Rodovia dos Imigrantes, há 7 quilômetros de lentidão entre a Marginal do Pinheiros e o Viaduto Aliomar Baleeiro. Também há problemas na pista expressa da Marginal do Pinheiros, sentido Interlagos, onde o motorista reduz a velocidade, principalmente, entre as pontes Eusébio Matoso e Morumbi. Segundo informações da reportagem da Rádio Eldorado AM, o motorista ainda enfrenta lentidão nas proximidades do Terminal Parque Dom Pedro, na região central da capital. Na zona oeste, a movimentação de passageiros também é intensa no Terminal Rodoviário da Barra Funda, principalmente nas catracas que dão acesso aos trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Nos pontos de ônibus do Terminal da Barra Funda a fila de passageiros também começou a aumentar. Alguns veículos já saem lotados do terminal.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.