Capitania decide quando barco será retirado do fundo do mar

A Capitania dos Portos de Santos define hoje quando vai ser retirado o barco que naufragou no final de semana, perto da Ilha das Palmas. No acidente morreu Cecílio Leopoldino Santos, de 70 anos e João Carlos Borges, de 40 continua desaparecido. Hoje, homens dos bombeiros e da Capitania dos Portos mantiveram as buscas durante todo o dia.O oficial de serviço da Capitania, Tenente Raimundo Ribeiro Sampaio Filho informou que o barco vai ser içado para que haja a perícia e apuradas as causas do acidente. Os resultados devem sair dentro de 90 dias. "Hoje já encaminhamos um pedido para que todas a marinas da região informem se algum barco, durante o final de semana, chegou com a proa (parte da frente) com avarias. Essas informações também vão ser juntadas ao processo", diz.O corpo de Cecílio Leopoldino foi enterrado hoje de manhã , no cemitério de Guarujá. Segundo o genro da vítima, Cláudio José Souza de Andrade, no domingo a família foi informada pelos bombeiros que o barco estava partido ao meio, "o que se conclui que talvez um navio tenha batido no barco do meu sogro , já que os destroços foram encontrados na entrada da barra, local de entrada e saída de embarcações do porto santista", relata.O acidente ocorreu entre às 16 horas de sábado e às 10 da manhã de domingo, horário em que um barco da praticagem ? que orienta a entrada e a saída dos navios do porto, encontrou destroços do naufrágio.. O corpo de Cecílio Leopoldino dos Santos foi resgatado do fundo do mar pelos bombeiros às 13 horas da tarde de domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.