Capitania dos Portos do RJ vai apurar morte de empresário

Christian Martin Wölffer morreu na véspera do Ano-Novo após ter sido atingido por uma embarcação em Paraty

Rita Cirne, do estadao.com.br,

02 de janeiro de 2009 | 15h36

A Capitania dos Portos do Rio de Janeiro deve abrir inquérito para apurar a morte do empresário alemão Christian Martin Wölffer, ocorrida na véspera do Ano-Novo após, supostamente, ter sido atingido por uma embarcação em Paraty, no litoral fluminense.   Segundo informações da polícia, os atores Rodrigo Hilbert e Fernanda Lima tentaram ajudar o empresário, que não resistiu aos ferimentos.   Em nota divulgada nessa sexta-feira, 2, a agência da Capitania em Paraty informa que já iniciou investigações, mas a abertura do inquérito - que pode demorar 90 dias - só será feita após a conclusão do laudo do Instituto Médico Legal do Rio de Janeiro. O laudo deve esclarecer se o empresário foi atropelado por um embarcação.   A agência informa que tem realizado inspeções navais nas proximidades das praias, coibindo rigorosamente o uso de embarcações motorizadas na faixa de 200 metros, exclusiva para banhistas. No dia 31 de dezembro, a Marinha realizava esse tipo de ação, tendo inclusive fotografado e notificado alguns infratores.    

Tudo o que sabemos sobre:
Paratymorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.