Capotamento de ônibus deixa 40 feridos em São Paulo

Quarenta pessoas ficaram feridas no capotamento do ônibus da Viação Itaim Paulista, prefixo 2626-10, que fazia itinerário do Parque Dom Pedro ao Jardim Nazaré. O acidente aconteceu às 22h30 desta sexta-feira, no cruzamento da Avenida Amador Bueno da Veiga com a Rua Siqueira da Silva, na Penha, zona leste. A falta de manutenção do veículo pode ser a principal causa do acidente. Segundo testemunhas, o ônibus estava com 90 passageiros. A lotação máxima é de 47 pessoas sentadas e 50 em pé. Os feridos tiveram cortes nos braços, pernas e cabeça e foram levados para oito prontos-socorros: 11 para o PS Inhocuné, 6 para o PS João XXIII, 5 para o PS Jardim Iva, 2 para o PS Planalto, 4 para o PS Paz Penha, 2 para o PS Storópolis e 2 para o PS de Ermelino. Os 3 casos mais graves foram encaminhados ao PS Vergueiro. Alguns passageiros com ferimentos leves nem chegaram a ser socorridos. Seis carros do Corpo de Bombeiros atenderam à ocorrência e a Rua Siqueira da Silva foi interditada. Segundo o capitão Luis Cláudio dos Santos, do 3.º Grupamento do Corpo de Bombeiros com o impacto, as pessoas caíram umas sobre as outras. Por sorte, no momento do acidente não havia ninguém na calçada. "Os feridos foram mesmo apenas os passageiros", disse.Muitos parentes foram ao local buscar notícias dos feridos. O motorista Luis Carlos Simões, de 47 anos, não sabia para qual hospital o filho Luis Carlos Júnior, de 20, fora encaminhado. Os passageiros Eliane Carvalho da Silva, de 24 anos, Maria Aparecida Sampaio de Souza, de 40, Hosana Felícimo da Silva, de 21, que trabalham no setor de limpeza de uma empresa, e o auxiliar de cozinha Edson Luiz Pereira, de 33, reclamaram do atendimento no PS de Vila Inhocuné. Segundo eles, apesar de as vítimas reclamarem de dores, os profissionais do PS não tiraram raios X.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.