Capturado rapaz acusado de executar prefeito Celso Daniel

Foi recapturado no final da noite de terça-feira, em Taboão da Serra, na Grande São Paulo, o jovem acusado de ter executado, a tiros, o então prefeito de Santo André, Celso Daniel, na noite do dia 18 de janeiro de 2002, em Juquitiba, também na Grande São Paulo.Laércio dos Santos Muniz, hoje com 20 anos, tinha 16 anos na época do crime. Ele foi levado em 21 de maio de 2002 ao Complexo Tatuapé da Fundação Estadual para o Bem-Estar do Menor (Febem) para cumprir a pena em regime fechado por três anos na Febem. Quando fugiu, em junho de 2005, o criminoso, que ficou conhecido como "Lelo", cumpria a pena em regime semi-aberto. Antes de sumir das vistas de juízes ds Vara da Infância e Juventude, o rapaz cursava uma faculdade de Educação Física e era voluntário no Programa de Escola da Família, do governo estadual. Laércio confessou o crime ao Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) e participou da reconstituição do assassinato, mas acabou, na seqüência, apresentando várias versões, uma delas de que teria recebido a ordem do criminoso José Edson da Silva, um dos líderes do seqüestro, e admitiu ter disparado sete tiros de pistola 9 milímetros à curta distância no prefeito.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.