"Cara Seca" presta depoimento sobre morte de prefeito

Terminou por volta das 2h30 da manhã de hoje, na sede da Polícia Federal, na região central de São Paulo, o depoimento de Andrelissom Santos Oliveira, conhecido como "Cara Seca", suspeito de ter assassinado o prefeito Celso Daniel. Ele foi interrogado durante quatro horas e meia por agentes da Polícia Federal e também da Polícia Civil São Paulo.Em seguida, Andrelissom foi transferido para a carceragem da própria Polícia Federal e deverá ser ouvido novamente logo mais, a partir das 10h30, na Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), órgão da Polícia Civil de São Paulo. Segundo o Bom Dia SP da TV Globo, nenhum detalhe sobre esse primeiro depoimento de "Cara Seca" foi divulgado pela polícia.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.