Caravana pede apoio de Jobim e Dorneles para piso de R$ 220 do Rio

O secretário Estadual de Trabalho do Rio de Janeiro, Jaime Cardoso, informou há pouco à Agência Estado que uma caravana de autoridades do Estado irá a Brasília nesta sexta-feira para pedir a manutenção do piso salarial de R$ 220 no Estado do Rio, fixado por lei.A caravana, integrada pelo próprio Cardoso, pelo presidente da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro e representantes de seis centrais sindicais se encontrará com o ministro Nelson Jobim, do Supremo Tribunal Federal (STF), a quem pedirá que não seja declarado inconstitucional o piso salarial fluminense.Antes do encontro com Jobim, a caravana irá ao ministro do Trabalho, Francisco Dornelles, segundo Cardoso "para agradecer que o ministro tenha colocado a Delegacia Regional do Trabalho à diposição fo governo fluminense para fiscalizar o cumprimento da lei do piso" e pedir apoio para que essa lei não seja declarada inconstitucional.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.