Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Carcereiro do Cadeião de Pinheiros é executado em SP

O policial civil Sandro Rogério Gomes dos Santos, de 33 anos, foi executado com um tiro no rosto, na noite de quinta-feira, na zona norte de São Paulo. Santos era carcereiro do Dacar 4, do Cadeião de Pinheiros, e foi atingido por um tiro de espingarda calibre 12, disparado por um desconhecido, pardo, de aproximadamente 1,75 m de altura, disse uma testemunha. O crime ocorreu por volta das 18h30 em frente a um supermercado no Tremembé. O carcereiro foi abordado pelo assassino quando conversava com Cláudio Meininger Jr. 29, seu colega e carcereiro do Centro de Detenção Provisória (CDP) de Pinheiros. A polícia acredita em acerto de contas, pois o criminoso aproximou-se da dupla, ordenou eles não reagissem e disparou somente contra Santos. Um terceiro policial civil, cujo nome não consta em boletim de ocorrência, testemunhou o crime e levou a vítima para o pronto-socorro do Hospital São Luiz Gonzaga, no Jaçanã. Santos chegou a ser tranferido para o Hospital do Servidor Público, na Vila Clementino, mas não resistiu e morreu.

Agencia Estado,

30 de julho de 2004 | 04h22

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.