Carcereiro investigado pela Corregedoria é executado em SP

Por volta das 22h30 de ontem, o carcereiro Eder Victorino, de 42 anos, que trabalhava na 6ª Delegacia Seccional, de Santo Amaro, na zona sul da capital paulista, foi encontrado morto, com 15 tiros, no banco traseiro de um Fiat Stilo placas DAU 5512/SP, na altura do nº 119 da Rua Teodorico Guimarães, no Jardim Guaraú, zona oeste da capital paulista.Como ninguém ouviu os disparos de arma de fogo, acredita-se que o policial civil tenha sido morto em outro local e o carro, com o corpo dentro, abandonado naquela região da zona oeste da cidade.O veículo, segundo a polícia, não possui queixa de roubo e está em nome de outra pessoa, por isso não é possível saber ainda se Eder o dirigia quando foi vítima de atiradores. O carcereiro, segundo boletim de ocorrência registrado no 75º Distrito Policial, do Jardim Arpoador, pelo delegado Pedro Arnaldo Buqueforle, já cumpriu reclusão no Presídio da Polícia Civil e tinha problemas com a Corregedoria da Corporação.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.