Carcereiros são feitos reféns na cadeia de Ibitinga

Três carcereiros mantidos reféns desde a manhã desta quinta-feira, na cadeia de Ibitinga, foram soltos no fim da tarde, após mais de cinco horas de negociação entre o delegado Carlos Alberto Ocon de Oliveira, o juiz corregedor Roberto Rainieri Simão, o promotor de justiça Fabiano Augusto Petean e os três líderes dos presos. A rebelião começou no horário de visita, com a participação de 25 dos 61 presos que ocupam as cinco celas da delegacia - construída para abrigar 25 - reivindicando transferência para penitenciárias devido à superlotação da cadeia. O delegado Carlos Ocon, há 13 anos na única delegacia da cidade de 60 mil habitantes, tomou algumas medidas em seu retorno de férias, na segunda-feira, já que nove detentos fugiram na semana passada - quatro já foram recapturados. Ocon diz ter procedido à mudança nos dias de visita, "levando os visitantes primeiro para o pátio e só depois liberando os presos das celas". A atitude, segundo o delegado, teria desagradado os presos, que antes esperavam pelas visitas no pátio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.