Carioca tenta novamente suicídio. E não consegue

João Gonçalves Neto, o homem que na sexta-feira se jogou do mezanino do Aeroporto Internacional Tom Jobim, o Galeão, de uma altura de sete metros agarrado a uma menina de dois anos, tentou se matar novamente ontem. Mesmo acompanhado por policiais que o levavam para o Instituto Médico Legal (IML), Neto se atirou na frente de um carro.O motorista João Batista freou, mas não conseguiu evitar o choque, que, no entanto, pegou Neto de leve. Neto ficou desmaiado por muito tempo após ter sido atingido pelo carro e foi levado para o Hospital Souza Aguiar.A menina L. H. C. que estava com os pais no aeroporto quando foi agarrada por Neto foi atendida no Centro Pediátrico da Lagoa e, segundo os médicos, teve fratura no braço direito, contusão no baço e pequena fratura no crânio.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.