Cariocas fazem protestos contra violência na cidade

Dois movimentos sociais do Rio de Janeiro organizaram para esta segunda-feira, 26, manifestações contra a violência na cidade. Cerca de 50 líderes comunitários iriam ao comando da Polícia Militar para levar a proposta de pôr fim aos tiroteios na cidade. Eles querem uma polícia mais inteligente e menos agressiva; o grupo também se comprometem a pressionar o tráfico de drogas e as milícias a acabarem com os ataques ou revide durante as ações policiais.Durante a noite, o movimento Rio da Paz deve reunir, na Cinelândia, no centro do Rio, parentes e amigos de vítimas da violência e membros de diversas organizações da sociedade civil. De acordo com informações da Agência Brasil, os manifestantes vão se vestir de preto e carregar velas acesas. Eles vão fazer 15 minutos de silêncio em homenagem às pessoas mortas de forma brutal na cidade.Há cerca de dez dias, em outra manifestação contra a violência, integrantes do movimento Rio de Paz fincaram 700 cruzes na areia da praia, em frente ao Hotel Copacabana Palace. De acordo com os organizadores do protesto, cada cruz representava uma vítima de violência no estado somente este ano.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.