Rodolfo Buhrer - 08/11/2006
Rodolfo Buhrer - 08/11/2006

Carli Filho renuncia ao cargo após acidente que matou 2

Deputado estadual do Paraná é acusado de dirigir embriagado e provocar o acidente que matou dois jovens

Evandro Fadel, O Estato de S. Paulo,

29 de maio de 2009 | 15h56

O deputado estadual do Paraná, Fernando Ribas Carli Filho (PSB), encaminhou na tarde desta sexta-feira, 29, um ofício ao presidente da Assembleia Legislativa, deputado Nelson Justus (DEM), renunciando ao mandato. Carli Filho está internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo depois de se envolver em um acidente, na madrugada do dia 7, em Curitiba, que resultou na morte de dois jovens.

 

Exames mostraram que o então deputado estava alcoolizado. Com base em testemunhas e no estado em que ficaram os dois carros, a polícia não tem dúvidas também sobre um excesso de velocidade. Com a renúncia cessa a sindicância aberta pela Corregedoria da Assembleia, que poderia resultar na cassação.

 

Caso ele fosse cassado, perderia o direito de se eleger. Com a renúncia, o deputado perde o direito à imunidade parlamentar e deve ser julgado na justiça comum.

 

Carli Filho é acusado de ter provocado o acidente, pois estaria embriagado e conduzindo a 190 km/h. "Precisamos saber a versão dele nesse depoimento", disse o advogado da família, Elias Mattar Assad. 

 

No último domingo, 500 pessoas, entre familiares e amigos, realizaram uma passeata em Curitiba para pedir justiça e pressionar os deputados estaduais a cassarem o mandato de Carli Filho. "Está na hora de dar um basta à impunidade. Queremos justiça pois somos todos iguais e devemos responder pelos nossos atos", disse Cristiane Yared, mãe de Gilmar, um dos jovens mortos no acidente.

 

Familiares e amigos realizaram passeata pelas ruas de Curitiba saindo do local do acidente

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.