Carlinhos de Jesus diz que denúncias não atrapalham Mangueira

Segundo o coreógrafo, denúncias de envolvimento com o tráfico 'feriram' a escola, mas não prejudicaram desfile

Jacqueline Farid, da Agência Estado,

05 de fevereiro de 2008 | 01h17

O dançarino Carlinhos de Jesus, coreógrafo da comissão de frente da Mangueira, disse que as recentes denúncias de envolvimento com traficantes "feriram" a escola, mas não impediram que os integrantes fizessem um desfile com "garra e luta", no domingo, na Marquês de Sapucaí.  "A Mangueira não tem função de prender ninguém, isso compete à polícia", disse ele no camarote da Brahma nesta segunda. Segundo ele, as denúncias, ainda que injustas com a escola, "feriram a moral das pessoas". Porém, Carlinhos de Jesus acredita que o "dilúvio" que caiu no domingo durante o desfile da escola é que poderá atrapalhar a Mangueira de ganhar o título de campeã este ano. "Não era uma simples chuva, estava tudo alagado", lembra.

Tudo o que sabemos sobre:
Carnaval 2008

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.