CNJ/Divulgação
CNJ/Divulgação

Cármen Lúcia visita presídio em Porto Alegre: 'situação precaríssima'

Por cerca de duas horas, a magistrada vistoriou celas para conferir a situação do cárcere dos 4.683 presos do local, projetado para abrigar 1.905 homens

Lucas Azevedo, Especial para O Estado

18 Novembro 2016 | 16h58

PORTO ALEGRE - A presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) e do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Cármen Lúcia, realizou, nesta sexta-feira, 18, uma visita surpresa ao Presídio Central, em Porto Alegre. "A situação é precaríssima", avaliou a ministra sobre a realidade do Presídio Central. A declaração foi dada durante audiência no Fórum Central da Cidade, com a presença da imprensa.

Por cerca de duas horas, a magistrada vistoriou celas para conferir a situação do cárcere dos 4.683 presos do local, projetado para abrigar 1.905 homens. A visita faz parte de uma série de inspeções que Cármen Lúcia planeja realizar no sistema penitenciário brasileiro.

Além do Central, Cármen Lúcia esteve também no Presídio Feminino Madre Pelletier, também em Porto Alegre. De lá, ela e sua comitiva seguiram para o Fórum Central da cidade, onde a ministra participou de um encontro de juízes, antes de iniciar uma audiência pública sobre o sistema penitenciário.

Esta foi a terceira inspeção da ministra. Em 21 de outubro, ela viajou ao Rio Grande do Norte, onde visitou presídios em Mossoró e Natal. Já no dia 5 deste mês, ela esteve no complexo penal da Papuda, no Distrito Federal.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.