Carnabeirão começa nesta sexta e deve atrair 50 mil pessoas

A 11ª edição do Carnabeirão, o maior carnaval fora de época do Estado de São Paulo e do interior do País, começa nesta sexta-feira e termina no domingo, 1º, no Kartódromo de Ribeirão Preto. Os organizadores investiram cerca de R$ 500 mil para atrair cerca de 50 mil foliões de vários Estados durante os três dias.A fórmula de shows será repetida, com Asa de Águia apresentando-se nesta sexta; Chiclete com Banana, no sábado e domingo; Banda Eva, no sábado; e Ivete Sangalo no domingo. Nesta edição do evento, outras três atrações vão agitar o público: Rod-Hanna (banda local que relembra as músicas de discoteca dos anos 1970 e 1980), Negra Cor (da Bahia) e Batom na Cueca, que se apresentam um dia cada uma. A organização investiu também na segurança, contratando cerca de 700 homens para vigiar o local, além de instalar uma central de monitoramento."A estrutura é a mesma do ano passado, mas estamos melhorando a maquiagem, a beleza do local", diz um dos promotores do Carnabeirão, Renato Tim Chaebub Rodrigues. Segundo ele, o evento deve gerar cerca de 1.500 empregos diretos e, no total, cerca de 5 mil empregos nos três dias.Rodrigues acredita que Ribeirão Preto, nos vários setores, deverá lucrar cerca de R$ 5 milhões nesse período, com turistas jovens de vários Estados. A estrutura da micareta, que tem um circuito de 1.200 metros por onde passam os trios elétricos e os blocos (Eva e Nana Banana), está em uma área de 360 mil metros quadrados.Com a consolidação do evento, a segurança do folião terá especial atenção da organização. "Teremos uma central de monitoramento mais profissional neste ano, com tecnologia moderna, como é vista em grandes eventos, como a Fórmula 1, nos sambódromos e na Festa do Peão de Barretos", comenta Rodrigues. "Isso dará mais tranqüilidade e segurança a todos, que saberão sendo observados", emenda.Pelo menos dez câmeras de alta definição estarão espalhadas nas entradas e no interior do kartódromo. A Polícia Militar dará apoio, com 200 homens por dia, incluindo canil, cavalaria e o helicóptero Águia no suporte.Além dos dois blocos, que terão acesso com os abadás correspondentes (os preços variam de R$ 50 a R$ 320), 216 camarotes (para 6 mil pessoas), com seus ambientes particulares, foram montados ao redor do circuito - os preços variam de um para outro, e um dos mais badalados custa de R$ 350 (feminino) a R$ 490 (masculino). Também tem a Praça da Alegria, com preços mais modestos (de R$ 20 a R$ 25) ao público. As aberturas de portões serão às 21 horas na sexta, às 17 horas no sábado e às 16 horas no domingo.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.