Carnaval em SP começa com mensagem contra dengue

Pelo menos 300 pessoas integraram o primeiro bloco a entrar no sambódromo de São Paulo e deram início ao carnaval da cidade, às 20h. O bloco da dengue, uma parceria entre a Prefeitura e o bloco carnavalesco do Jabaquara, foi para a avenida com a mensagem "Prevenir a Dengue". O objetivo era lembrar os foliões de fecharem as caixas d´água e não deixarem água parada, para combater a doença.O grupo formado por ritmistas, moradores do Jabaquara, e agentes comunitários de Saúde e das zoonoses das sub-prefeituras entrou na avenida junto com uma pequena garoa. O bloco levava diversas mensagens como "não deixe o mosquito vencer", e "não deixe água parada". Alguns foliões ainda estavam vestidos como o mosquito transmissor da doença. Logo depois do Bloco da Dengue, foi a vez do bloco Afoxé Iyá Ominibú dar entrada na avenida para abrir o carnaval da cidade. Cerca de 800 praticantes da umbanda e candomblé foram à avenida para reverenciar o Senhor das Folhas, Ossain. A intenção do grupo é pedir aos orixás que nenhum problema ocorra no carnaval. Pai Enéas Osguiyan disse que além do desfile, o objetivo era fazer um belo carnaval, quando a cidade comemora os 450 anos. No entanto, como semprereverenciam a natureza, ele disse que o grupo não pediria para a chuva que caía no sambódromo parar.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.