Roberta Bourguignon
Roberta Bourguignon

Carreta que teria provocado acidente no ES tinha 26 multas, diz PRF

Segundo superintendente do órgão, veículo já havia sido multado por excesso de velocidade e peso e até fuga de fiscalização

Vinícius Rangel, Especial para O Estado

26 de junho de 2017 | 15h38

VITÓRIA - A carreta envolvida no acidente na BR 101, em Guarapari, no Espírito Santo, que teria causado a morte de 23 pessoas, na última quinta-feira, 22, foi multada 26 vezes pela Polícia Rodoviária Federal (PRF). A informação foi divulgada pelo superintendente da PRF no Estado, Wilys Lyra. 

Lyra afirma a existência de vários tipos de multas, como de excesso de velocidade, excesso de peso, equipamentos obrigatórios que não estavam funcionando e até multas aplicadas quando o veículo fugiu de uma fiscalização da polícia.

O advogado Dionisio Balarine Neto, que defende Jacymar Pretti, um dos donos da Jamarle Transportes, alegou desconhecer as multas. "A carreta foi comprada há pouco tempo, em 2014. Se as multas forem verdadeiras, são do dono anterior", disse.

O acidente envolveu um ônibus da viação Águia Branca que seguia de São Paulo para Vitória, duas ambulâncias e uma carreta com uma pedra de granito que pesava 41 toneladas - 11 toneladas a mais do permitido na rodovia, segundo a PRF.

Mais conteúdo sobre:
Espírito SantoSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.