Carretas batem e complicam trânsito na zona leste

Duas carretas colidiram na manhã desta quinta-feira, 29, na Avenida Salim Farah Maluf, complicando o trânsito na região do Tatuapé, na zona leste de São Paulo. O acidente aconteceu por volta das 8 horas, na esquina com a Avenida Celso Garcia e duas pessoas ficaram feridas. Apesar do acidente, a capital paulista tinha trânsito tranqüilo na manhã desta quinta-feira. Segundo a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET), às 8h30 havia 72 quilômetros de lentidão - a média para o horário é de 84 quilômetros.O principal trecho de lentidão é verificado na Marginal do Pinheiros, no sentido Rodovia Castello Branco, tanto na pista local como na expressa, da Rua Américo Brasiliense até a Ponte da Cidade Jardim, onde foram registrados cinco quilômetros de lentidão. No sentido Interlagos o motorista também enfrentava congestionamento. De acordo com a CET, da Ponte do Jaguaré até a Ponte Eusébio Matoso foram apontados 4,6 quilômetros de lentidão.O congestionamento também atingia a Avenida dos Bandeirantes, no sentido Marginal dos Pinheiros. A CET informou que havia três quilômetros de lentidão da Avenida Miruna até o Viaduto Santo AmaroDutraNa Rodovia Presidente Dutra, o capotamento de um veículo de passeio complicava o trânsito. Por volta das 7h30, o motorista perdeu o controle do veículo, que capotou na pista marginal, no sentido Rio de Janeiro, na altura do km 222, em Guarulhos.A concessionária NovaDutra não tinha informações sobre feridos, mas o carro foi removido para o acostamento por volta das 8 horas, causando um congestionamento de dois quilômetros no local.Os motoristas também enfrentavam outros pontos de lentidão na via. Também em Guarulhos, na altura do km 220, mas no outro sentido, a pista marginal registrou três quilômetros de trânsito lento. Já na chegada a São Paulo, a pista marginal tinha um quilômetro de lentidão.ManifestaçãoUm grupo de trabalhadores realizava uma passeata na Avenida Juscelino Kubitschek, reivindicando aumento salarial. Os manifestantes estavam acompanhados de um carro de som e seguiam em direção ao Parque do Ibirapuera. A Polícia Militar não tinha informações sobre qual categoria participava da manifestação e nem o número de participantes.Texto ampliado às 9h03 para acréscimo de informações.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.