Carretas com doações para SC aguardam liberação de estradas

Alimentos e roupas devem chegar na tarde desta quarta ou na manhã de quinta aos moradores do Estado

Agência Brasil,

26 de novembro de 2008 | 14h01

Carretas com doações às vítimas da chuva em Santa Catarina aguardam em Curitiba a liberação da estrada que dá acesso à cidade de Itajaí, uma das mais atingidas pelas enchentes e pelos deslizamentos de terra. Segundo nota da Receita, alguns trechos da rodovia já foram liberados e a previsão é que a ajuda chegue na tarde desta quarta-feira, 26, ou na manhã da quinta-feira, 27.     Veja também: Seis cidades decretam estado de calamidade Lula sobrevoa áreas atingidas nesta quarta Temporão anuncia R$ 100 milhões para medida de socorro BRs-376 e 101 são parcialmente liberadas População pode consumir água de piscinas Cerca de 80 mil imóveis continuam sem luz Chuva deve continuar até sexta-feira Banco do Brasil anuncia ajuda a clientes de Santa Catarina Força Nacional de Segurança segue nesta tarde para SC Defesa Civil abre conta para doações Tragédia em Santa Catarina  Veja galeria de fotos dos estragos em SC   Número de vítimas deve subir  Para governador, será preciso muito recurso  Morador de Blumenau relata a situação          Os caminhões levam mais de 12 mil quilos de roupas, 3 mil quilos de farinha de trigo, quase 4 mil quilos de farinha de mandioca e 120 mil fraldas descartáveis. O material foi doado pela Delegacia da Receita Federal do Brasil em Foz do Iguaçu (PR), que também cedeu 13 barcos movidos a motor.   Parte das vítimas das chuvas no Estado foi resgatada por cinco helicópteros do Batalhão Aéreo da Polícia Militar. Nos últimos dois dias, foram resgatadas pelos helicópteros. As equipes também encontraram cinco corpos de vítimas das chuvas.   Também participam das buscas dois helicópteros da Força Aérea Brasileira (FAB) - com maior capacidade para transporte de passageiros -, que resgataram no período 697 pessoas. Com isso, o total de vítimas retiradas das áreas mais atingidas pelas chuvas chega a 1.138.   As informações são do tenente Aldo Vidal dos Santos, do Batalhão Aéreo da Polícia Militar, e foram divulgadas no site do governo do estado de Santa Catarina. O batalhão coordena as operações de uma base montada no município de Navegantes. Ao todo, 14 aeronaves estão sendo utilizadas - cinco para resgatar pessoas e nove para distribuir água e alimentos.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.