Carro batido em SP tinha vítima de homicídio

O que aparentava ser um acidente, ocorrido por volta de 23h00 de terça-feira, à altura do número 17.800 da Av. Nações Unidas, a Marginal do Rio Pinheiros, na região de Santo Amaro, zona sul de São Paulo, na verdade tratava-se de um assassinato. O auto Fiat Palio cinza de placa CIE-8327, batido num poste neste local, tinha ao volante um homem baleado no lado esquerdo da barriga, que morreu ao ser lavado para o PS do Hospital Regional Sul.Essa ocorrência, registrada no 11º DP Santo Amaro, pelo delegado Egídio Cobo, guarda um certo mistério, pois tudo indica que o motorista Giobaldo Souza Oliveira, de 34 anos, estava acompanhado por uma pessoa que ainda não foi localizada e que deve ser a única testemunha do ocorrido. A polícia chegou a esta conclusão porque, no pára-brisa do veículo, em frente ao banco de passageiro, havia a marca de uma forte batida de cabeça. No vidro trincado ficaram presos alguns fios de cabelos alourados.Giobaldo morava no Jardim Palmares, também na zona sul, e trabalhava como motorista numa empresa em Santo Amaro. Pela posição da perfuração de bala no corpo da vítima, os policiais concluíram que, possivelmente, foi disparada por alguém na garupa ou volante de uma motocicleta. Poderia ser uma tentativa de roubo ou um ato de vingança. Não se descarta a possibilidade de haver envolvimento entre a pessoa que atirou e a acompanhante do motorista. O que justificaria seu desaparecimento.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.