Carro da Guarda Municipal de Itapevi (SP) atacado a tiros

No final da noite de terça-feira, dois guardas municipais foram alvos de supostos traficantes que atiraram contra o veículo da Guarda Municipal onde estavam. Eles faziam patrulhamento pela Rua Flamengo, próximo a uma escola, na Vila Santa Rita, periferia de Itapevi, na Grande São Paulo. Ocupando uma Parati, o guarda Maurício Farias Teixeira, de 26 anos, e o inspetor Vágner Lopes Braga, de 31 anos, foram àquela região pois um colega deles, que trabalha na Escola Municipal Flor-de-Lis, na Rua Nacional, não respondia às chamadas feitas pelo rádio comunicador. Ao passar próximo à escola, o veículo foi atingido por vários tiros, alguns de espingarda calibre 12, disparados por desconhecidos que estavam escondidos em um terreno em aclive. Mesmo ferido nas costas, Maurício, que estava ao volante, dirigiu o veículo até o pronto-socorro Municipal Central Sami, onde ele e o inspetor, ferido de raspão na cabeça, foram medicados e já liberados. A Guarda Municipal acredita que o ataque foi uma represália à prisão de um traficante, na tarde de terça-feira, ocorrida na mesma região.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.