Carro de jovens do ES estava a mais de 120 km/h

Motorista teria perdido o controle na entrada da curva que leva à ponte sobre o Rio Mucuri, na Bahia

Tiago Décimo e Cintia Bringhenti, especial para o Estado

25 Abril 2012 | 22h30

VITÓRIA - A polícia da Bahia trabalha com a hipótese de acidente para a morte dos cinco jovens que viajavam de São Mateus, no Espírito Santo, para Prado, na Bahia. Os corpos dos estudantes foram encontrados na noite desta terça-feira, 24, dentro do carro em que viajavam, parcialmente submerso no Rio Mucuri. Eles estavam desaparecidos desde a noite de sexta-feira.

Segundo o Departamento de Polícia Técnica de Teixeira de Freitas, análises indicam que o carro estava a mais de 120 km/h, velocidade incompatível com a curva em declive, onde o motorista teria perdido o controle.

André Galão, de 28 anos, que dirigia o carro, teria perdido o controle na entrada da curva que leva à ponte sobre o Rio Mucuri. Desgovernado, o carro saiu da BR-101 e atravessou um barranco de cerca de 30 metros de altura, bateu contra uma árvore e capotou, antes de parar, parcialmente submerso, com as rodas para cima, na margem do Rio Mucuri, embaixo de uma ponte que liga a BR-101 à divisa com o Espírito Santo. A violência do acidente fez com que partes do carro e bagagens das vítimas ficassem espalhadas na rodovia. O motor se soltou da carroceria.

Os corpos dos estudantes começaram a ser liberados do Instituto Médico-Legal (IML) de Teixeira de Freitas no início da tarde desta quarta. Izadora Ribeiro, de 21 anos, será levada para Jaíba (MG); Amanda Oliveira, de 24, para Manhuaçu (MG); André Galão, de 28, para Colatina (ES). Os parentes de Rosaflor Oliveira, de 24, e Marllonn Amaral, de 21 - encontrado fora do carro -, ainda não confirmaram o local de enterro.

Mais conteúdo sobre:
Espírito Santo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.