Divulgação
Divulgação

Carro do Uber é alvejado por tiros na zona oeste de Recife

Segundo investigação, alvo dos disparos seriam os passageiros

Monica Bernardes, especial para O Estado , O Estado de S.Paulo

04 Outubro 2016 | 09h43

Recife - O ataque a tiros a um veículo particular, que fazia o transporte de passageiros através do aplicativo Uber, na noite desta segunda-feira (3), está sendo investigado no Recife. Duas pessoas ficaram feridas. De acordo com informações da Polícia Civil, as investigações iniciais apontam que o alvo dos disparos eram os passageiros. O atentado aconteceu no final da noite de segunda, na comunidade do Detran, no bairro da Iputinga, zona Oeste do Recife.

Ainda segundo a Polícia, o motorista embarcou dois casais na região central do Recife, no bairro da Boa Vista. “Quando estávamos chegando na entrada da comunidade os tiros começaram. Foram muitos. Fiquei desesperado”, contou o motorista que não quer se identificar.

O veículo, modelo Voyage, foi atingido por cerca de 10 projéteis. Um dos passageiros, identificado como Alisson Valdomiro Guedes, foi atingido por um tiro no ombro e levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) próxima ao local, onde ficou em observação. A outra passageira ferida, que não teve a identidade revelada, levou um tiro de raspão no rosto, mas recebeu atendimento na mesma unidade de saúde e foi liberada em seguida.

A área onde aconteceu o ataque é conhecida pela disputa pelo comando do tráfico de drogas. O caso está sob a responsabilidade da Força Tarefa de Homicídios. 

Mais conteúdo sobre:
uber Recife Pernambuco

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.