Carro quebrado deve tirar pontos da Grande Rio

Conhecida como escola dos globais, o grande destaque da agremiação foi Grazi Massafera

Clarissa Thomé, O Estado de S. Paulo

05 de fevereiro de 2008 | 04h50

Faltava um minuto para terminar o tempo regulamentar do desfile quando o último integrante da bateria da Grande Rio atravessou a linha de chegada. A escola não perdeu pontos por atrasos, mas certamente será penalizada no quesito alegoria – uma das principais apostas da agremiação, o carro ritual Abaueté, quebrou em frente ao Setor 4. Ficou parado por quase cinco minutos.     Veja também: As imagens do desfile  Tudo sobre as escolas do Rio e os sambas  Mangueira e Viradouro empolgam a Sapucaí no 1º dia Saiba como foram os desfiles no Rio no primeiro dia Qual escola de samba será campeã no Rio?  Veja as melhores imagens dos desfiles em SP Qual escola de samba será campeã em SP?  As melhores imagens do Carnaval pelo Brasil    Veja a comemoração do carnaval pelo mundo      O enredo escolhido pelo carnavalesco Roberto Szanieck já era difícil de desenvolver: "Do verde de Coari, vem meu gás, Sapucaí", que falava da cidade amazônica, que tem jazidas de petróleo e lençóis de gás natural. O foco era o gás, mas a escola também falou de rituais amazônicos, boto cor-de-rosa, Big Bang, dinossauros, lanterna chinesa, camping, tecnologia, ciência. Ficou difícil para o público acompanhar. A apresentação começou com um contratempo. O intérprete do samba Wander Pires se atrasou para o desfile. Havia sofrido um acidente de carro. Quase foi substituído pelo segundo intérprete, Emerson Dias. Chegou a tempo.    O presidente da escola, Helinho de Oliveira, contou que gastou R$ 4,6 milhões. Recebeu R$ 500 mil da Petrobrás, como as outras 11 escolas do Grupo Especial, mas ficou faltando o patrocínio prometido pela prefeitura de Coari. Só em fantasias para a comunidade de Duque de Caxias foram 2.600. E todas estavam luxuosas. A comissão de frente, que representava a criação do Universo, trazia os acrobatas da Intrépida Trupe em belas evoluções. Logo atrás, o carro abre-alas era um aparelho de 300 quilos e 10 metros de altura. Os integrantes da trupe também faziam malabarismos ali.   Mas a grandiosidade acabou atrapalhando. O carro seis, sobre o Ritual Abaueté, teve problemas durante todo o desfile, mas emperrou de vez em frente ao Setor 4. A alegoria, que tinha onças gigantes e efeitos sonoros, perdeu a direção e foi bater contra uma torre de som da televisão. Era preciso dar ré, mas os rapazes do apoio não davam conta, tamanho o peso do carro. Destaques desceram e ajudaram a fazer força. Por fim, a cabeça de uma das onças caiu. Foi sustentada pelos integrantes da escola até a dispersão. O público aplaudiu o esforço da escola.     A Grande Rio, como sempre, foi a escola com o maior número de famosos (ou quase), celebridades instantâneas e artistas de verdade. Com o terninho da diretoria da escola, desfilaram Christiane Torloni (que discursava na concentração sobre a importância da preservação da Amazônia), o diretor de novelas Marcos Paulo, a promoter Liége Monteiro, a irmã do prefeito César Maia, Ana Maria Maia, a ex-big Brother Íris, o diretor de novelas Jayme Monjardim e a mulher, a cantora Tânia Mara.   Como destaque de chão, a atriz Paola Oliveira, que mostrou samba no pé, Beth Lago, Suzana Vieira, com uma espécie de cinta que tentava esconder gordurinhas da barriga, a jogadora de vôlei Virna – ela contou que fez aulas de samba com Carlinhos de Jesus, mas que sambaria "como uma jogadora". Não mentiu. Em carros alegóricos, atrizes como Fernanda Lima, grávida de sete meses de gêmeos, Carla Diaz, Mônica Carvalho.   Apesar da constelação, todas os flashs estavam voltados para a madrinha de bateria, Grazi Massafera. Linda, simpática, sorridente, e esforçando-se para sambar, a moça fez bonito na passarela. "Depois da primeira vez, a Marquês de Sapucaí vira um vício".  

Tudo o que sabemos sobre:
Carnaval 2008Grande Rio

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.