Carta de líder das Farc abriu Foro de São Paulo em 1990

O PT nunca fica à vontade quando se fala de seu envolvimento com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc). Os laços entre o partido e o grupo guerrilheiro ficaram claros em 1990, quando foi criado o Foro de São Paulo por iniciativa de Luiz Inácio Lula da Silva, depois de encontro com o então presidente cubano, Fidel Castro, que falou da necessidade de se promover encontros de partidos e organizações de esquerda na América Latina. Uma carta do então líder das Farc, Pedro Antonio Marín, conhecido como Manuel Marulanda ou Tirofijo, foi lida na abertura do evento.

, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2010 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.