Cartas

Carta 19.411Coleta de óleo de cozinhaSou síndica do Cond. Edifício Araponga, na Al. Franca. Recebemos há 3 anos a coleta seletiva da Prefeitura e só temos elogios para o serviço. Os condôminos (como os dos outros prédios do quarteirão) estão engajados no programa, e todas as 5.ªs feiras e domingos às 9 hs o caminhão da CS retira o material reciclável. Colaboramos com a limpeza da cidade e com as cooperativas que reciclam o seu volumoso lixo. Também tentamos firmar contrato com uma ONG para a retirada do óleo de cozinha (colocamos vários avisos no prédio), mas só tivemos um retorno, dizendo que há muitos pedidos. Esperamos três meses, e nada (carta de 11/11).SUELY DE MORAES PAULI GATTIJardim PaulistaA leitora informa que a ONG cumpriu o prometido no dia 11, e que o condomínio já recebeu o contêiner para a reciclagem do óleo. Para sua informação:Cada litro de óleo despejado no esgoto poluir cerca de 1 milhão de litros d?água, o que prejudica o funcionamento das estações de tratamento porque o acúmulo de óleo e gordura nos encanamentos causa entupimento, refluxo de esgoto e rompimento da rede coletora. A presença de óleo nos rios cria uma barreira que dificulta a entrada de luz e a oxigenação da água, comprometendo a base da cadeia alimentar aquática e contribuindo para enchentes. Antes de armazenar o óleo, espere que ele esfrie, coe e ponha numa garrafa pet incolor. As estações de reciclagem Pão de Açúcar-Unilever das lojas de São Paulo, Cotia, Barueri e Taubaté fazem a coleta. Os end. das 43 lojas estão no site www.grupopaodeacucar.com.br. Clique em responsabilidade sócio ambiental --> meio ambiente --> estação de reciclagem pão de açúcar-unilever e depois no óleo de cozinha à D. da pg. O óleo é doado à cooperativa que o vende para empresa que o transforma em biocombustível. Carta 19.412Reciclagem de pilhas Uma pilha na natureza contamina 30 mil litros d?água por 500 anos. Várias empresas e lojas aceitam pilhas e baterias usadas, como as lojas da Drogaria São Paulo. Diversamente de outros locais, a rede envia o material para a empresa Suzaquim, assumindo o pagamento dos custos que a reciclagem exige. Outro que recolhe pilhas é o Banco Real, com os ?papa-pilhas? nas suas agências. Para sua informação:Pilhas e baterias de celular, câmera digital, controle remoto, relógios e outros, contêm materiais que contaminam o solo e os lençóis freáticos, impedindo sua utilização e provocando danos à saúde, como nos rins, fígado e pulmões. Segundo a Assoc. Brasileira da Ind. Elétrica e Eletrônica, o mercado brasileiro consome 1 bilhão e 200 milhões de pilhas/ano. Do total, 800 milhões são originais e 400, ilegais. Apenas 1% da quantidade consumida é processada, tendo um destino ambientalmente correto. Com produtos químicos tóxicos e poluentes, pilhas e baterias podem vazar quando descartadas em recipientes não-adequados. Na reciclagem, elas são queimadas em fornos industriais de alta temperatura, com filtros que impedem a emissão de gases poluentes, obtendo-se sais e óxidos metálicos a ser utilizados na indústria de refratários, vidros, tintas, cerâmicas e química em geral. Carta 19.423Mosquitos na lajeO Itaú prometeu, em jul/2007, nivelar a laje da agência Raul Leme, Bragança Paulista, que é criadouro de larvas de mosquito. Disseram que jogariam água sanitária todos os dias, mas não cumpriram. Quem mora nos prédios vizinhos está apreensivo. Pergunto se o Itaú arcará com as despesas médicas e indenizações em caso de dengue na área. Será que teremos de fazer uma campanha, com faixas na porta da agência, para arrecadar dinheiro e consertar a laje do banco? Já tenho uma lista de mais de 20 pessoas decididas a fazer camisetas e faixas com a frase Itaú promove a dengue...MÁRIO LEMEBragança Paulista O Itaú responde:"Contatamos o leitor em 19/12 e confirmamos a obra de nivelamento e impermeabilização da laje, que teve seu início no dia 7, com data para término prevista para o final do mês. Ratificamos as informações anteriormente passadas pela gerente Amanda a respeito da aplicação de água sanitária - que é colocada periodicamente por um funcionário contratado pela instituição. Frisamos que a administração do Banco Itaú tem ciência de sua responsabilidade quanto à preservação de suas instalações, bem como em relação ao bem-estar da comunidade. A instituição tem tomado as medidas necessárias para a solução dos fatos questionados pelo leitor. Como exemplo, citamos a remoção da água parada logo após as chuvas, aplicando logo a seguir a água sanitária; providenciamos também a desinsetização do local. O bom atendimento é um firme compromisso do Itaú de respeito aos clientes, contido nas diretrizes da instituição."O leitor comenta:A obra teve início e o problema foi sanado parcialmente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.