Cartas

Carta 19.711Obra continua de madrugadaMoro no Jardim Paulistano, onde, na obra na Avenida Faria Lima, 1.811, trabalham após as 22 hs, às vezes até as 4 ou 5 da manhã, mesmo aos sábados e domingos. O barulho das britadeiras e outros equipamentos de construção pesada é insuportável. Como os responsáveis pelo condomínio e a empresa encarregada da obra parecem ignorar as leis municipais sobre barulho, reclamei na portaria do prédio, mas o síndico não mostrou a menor sensibilidade. A Prefeitura, que recebeu minha queixa, diz apenas que ?vai apurar o assunto em 30 dias?. Não haverá forma mais eficiente de coibir esse abuso e desrespeito? Em 30 dias o prédio já terá adiantado a obra, mas o nosso descanso terá sido perdido.NEI SCHILLING ZELMANOVITSJardim PaulistanoA Prefeitura responde:"A Sub Pinheiros, responsável pela região, explica que o síndico atendeu o técnico de fiscalização e informou que fizeram troca de pisos e azulejos em duas lojas que fazem fundos com a casa do leitor. Ainda segundo o síndico, os condôminos foram orientados sobre o horário permitido para a realização de obras, que não mais serão feitas nem à noite nem nos finais de semana. Em 14/3, os fiscais do Psiu estiveram no local, mas o ruído estava dentro dos limites. Duas semanas depois foi enviado comunicado ao proprietário sobre os incômodos que vinha causando; às 20 hs do dia 11/5 os agentes voltaram ao local, mas como não encontraram o responsável pela obra pediram ao vigia para avisá-lo de que há denúncia de ruído de madrugada."ANDREA MATARAZZOCarta 19.712Calçada ocupadaDurante a reforma da casa na esq. da Rua Espanha com Portugal, no Jd. Europa, invadiram 75% da calçada para levantar um tapume, deixando menos de 1 metro para os pedestres e cadeirantes dividirem com postes e árvores. Não bastasse isso, usaram a área pública em toda a extensão do muro para plantar ciprestes, parte do projeto paisagístico. O problema ficou para os pedestres, obrigados a andar entre os carros.PAULO RUASCerqueira CésarA Prefeitura responde:"Após vistorias em 1.º e 2/5, a Sub Pinheiros constatou avanço do tapume acima dos 50% permitidos pela legislação. O responsável pela obra foi intimado a se adequar à lei, e o tapume foi retirado em 24 hs, para reinstalação no espaço permitido. Eu mesmo fui ao local e verifiquei que o dono atendeu à Prefeitura."ANDREA MATARAZZOSecretário das SubprefeiturasA tampa do bueiro na calçada da Pfizer, esq. de Rua Alexandre Dumas com José Guerra, na Chácara Santo Antônio, está sem apoio. Ao pisar, ela afunda, e quase caí dentro do bueiro. Peço um reparo urgente para evitar acidentes.MAURO RIBEIRO GAMEROCapitalA Sabesp responde:"Estivemos no local, e os poços de visita de nossa responsabilidade não mostram problemas de assentamento."ROBERVAL TAVARES de SOUZAUnidade de Negócio SulFaz anos que os moradores da Rua Prof. Teotônio Monteiro de Barros Filho, Vila Butantã, sofrem com o barro e poeira por causa da falta de pavimentação do trecho que vai do n.º 1 ao 183. As informações da Prefeitura são distorcidas: ou dizem que a rua já foi asfaltada ou que não há previsão de obra, ou se desculpam dizendo que falta verba. Há 4 meses iniciaram obras com trator, para nivelar a rua e colocar guias, quebraram a calçada e começaram a construir uma praça no começo da rua. Ficamos felizes mas há 60 dias não aparece ninguém para trabalhar. O material é levado pela chuva e já há buracos na saída das garagens. A praça também não foi terminada, e moradores de outras ruas lá jogam lixo e entulho, por causa do aspecto de abandono.MARCELO NOVAISVila ButantãA Sub Butantã responde:"A rua foi asfaltada. Lamentamos os problemas causados pela demora, mas a feitura de uma obra nem sempre atende à expectativa dos cidadãos. Numa 1.ª etapa é preciso entrar com máquinas para fazer terraplenagem e nivelamento do solo; a 2.ª prevê a colocação de guias e sarjetas. Infelizmente, esse é um serviço que causa transtornos, pois é inevitável quebrar calçadas e sabemos que essa calçada é o único acesso às casas. A 3.ª etapa é a colocação de cascalho de asfalto e a 4.ª e última é o revestimento da camada definitiva, concluído recentemente."

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.