Cartas

Segurança no trânsitoDesde 28/4 peço que a CET melhore a situação do trânsito na Rua Carlos Weber, com mudança de mão, melhora da fiscalização e da sinalização, por haver ali uma escola do Serviço Social da Indústria (Sesi). Todos os meus pedidos foram indeferidos. Na quadra acima à do Sesi, há um colégio particular, Madre Paula. Na particular, houve mudança no sentido da rua, há placas proibindo parar em fila dupla e há sinal para travessia. Já na rua do Sesi, as crianças correm perigo ao atravessar a rua, porque não há guardas de trânsito nem semáforo, só um obstáculo e uma faixa para pedestres. A coluna publicou minha carta em 8/7 e, na época, a CET encaminhou formulário aos moradores indagando se queriam ou não mudar a mão da rua e para qual sentido. Em agosto, cobrei o parecer deles. Em 29/9, responderam que suas equipes operacionais fiscalizam periodicamente o trânsito local, como também os estacionamentos e as paradas irregulares nos horários de entrada e saída escolar. Prometeram intensificar a fiscalização para coibir irregularidades. Porém, está cada dia mais difícil trafegar por ali, por causa dos carros estacionados em mão dupla ou fazendo manobras, além de crianças atravessando em local perigoso. Por esse motivo, escrevi de novo pedindo respostas sobre o resultado da pesquisa feita com os moradores e o horário de monitoramento da CET. Quero saber também por que há diferença no tratamento dado às escolas e por que a velocidade permitida é maior na rua do colégio do Sesi. A CET reiterou as respostas anteriores. Mas ainda aguardo uma resposta convincente para cada questionamento. LUÍS FERNANDO MARQUEZANI São Paulo O futuro do lixoMoro em Parelheiros, na zona sul, e curso o primeiro ano da faculdade de Biologia. Como futuro biólogo, preocupo-me com a falta de um programa de coleta de lixo reciclável nas áreas mais pobres da cidade. Um projeto desse tipo não acarretaria um custo muito alto para a Prefeitura e, sem ele, a preservação do meio ambiente terá um custo muito mais elevado.FLÁVIO CÉSAR M. DOS SANTOSSão PauloA Secretaria Municipal de Serviços esclarece que a Prefeitura sabe da importância da coleta seletiva e, como conseqüência, da preservação do meio ambiente. Por isso está atenta a essa questão, com o Programa de Coleta Seletiva da cidade de São Paulo. É importante também a conscientização e participação da população. EDUARDO BIAZI, da Assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de ServiçosSem notificação, não dá!Entrei no site do Detran-SP para verificar a situação do meu carro e fui surpreendida com uma multa recebida em 18/7, às 17h45, por transitar em local e horário proibidos. Mas por que não recebi a notificação dessa multa? O rodízio não estava liberado em julho por causa das férias escolares?DEBORAH BARBATO ANTONIOSão PauloO Departamento de Imprensa da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que constam nos registros da companhia, de acordo com o Renavan do veículo, multa por "transitar em local e horário não permitidos pela regulamentação" e que o rodízio municipal não foi suspenso no mês de julho. Consta também nos sistemas da CET a emissão de Notificação de Autuação para o endereço do proprietário em 2/8. Acrescentamos que, caso a munícipe não concorde com a multa, poderá contestar a autuação por meio de um recurso contra a punição, a ser julgado pela Junta Administrativa para Recursos de Infrações (Jari). Mais informações em: http://www.cetsp.com.br/internew/multas/multas.htmlA leitora responde: Não recebi tal notificação! O que devo fazer para ter tal notificação e assim poder recorrer?INFORME-SE: Bicicletário no Horto Florestal Quanto à reclamação da sra. Mariangela Schiavetti Nascimento sobre a mudança do bicicletário no Horto Florestal (Bicicleta não tem vez, 28/10), o engenheiro florestal, Luís Alberto Bucci, diretor da Divisão de Reservas e Parques Estaduais do Instituto Florestal, informa que a medida foi necessária por questões operacionais como: reforma do portão de entrada, instalação elétrica subterrânea, acerto no piso, sinalização de solo, etc. No entanto, diz, após a execução do projeto, o bicicletário continuará próximo à guarita com a presença de seguranças.A leitora sugere que os responsáveis coloquem uma placa explicando as mudanças operacionais, pois não houve aviso algum aos usuários.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.