Cartas

Multa por estacionar na rua No dia 24/1 eu e minha mulher resolvemos ir até a Livraria Cultura do Conjunto Nacional, na Paulista, e decidimos estacionar na Rua Alameda Franca, logo após a esquina com a Rua Padre João Manuel. Não havia nenhuma faixa de demarcação na rua nem placa indicativa de Zona Azul. A única placa naquele quarteirão, que só percebemos depois, está na esquina da Rua Augusta. Embora eu tivesse um talão, não o preenchi, achando que o estacionamento estava livre ou naquela área não precisaria do cartão de Zona Azul por causa do recapeamento da via. Fomos até a livraria e, ao voltar, encontramos uma multa no para-brisa do carro. Fiquei revoltado e decidi não interpelar algum marronzinho na redondeza, pois estou ciente das respostas padrão desses agentes. Fica registrado aqui meu protesto. HERMANN GRINFELD São Paulo Adele Nabhan, do Departamento de Imprensa da CET, informa que foi feita uma vistoria na Rua Alameda Franca, no trecho entre as ruas Padre João Manuel e Avenida Augusta, e a CET verificou que a sinalização vertical de regulamentação de estacionamento permitido do tipo Zona Azul está visível e atende ao Manual de Sinalização Vertical do Conselho Nacional de Trânsito (Contran). Destaca ainda que a sinalização horizontal complementar, no trecho citado, também está em bom estado de conservação e visualização. No lado direito da Alameda Franca, eSclarece, as placas de regulamentação de Zona Azul estão defronte aos numerais 1.016, 1.074 e 1.084. Já do lado esquerdo, a sinalização vertical está posicionada na altura dos numerais 1.055 e 1.104. Praça Roosevelt Gostaria de saber das autoridades municipais qual será o destino da Praça Roosevelt. O lugar parece um campo de guerra, semidestruído e abandonado. Ponto de reunião de marginais e desocupados. É um absurdo um local dessa importância estar desse jeito. EDSON LOPES São Paulo O secretário das Subprefeituras, Andrea Matarazzo, esclarece que a Prefeitura não esqueceu do local e que o projeto de revitalização da Praça Roosevelt já está pronto, mas as obras ainda não foram licitadas porque as medidas são analisadas com cautela, já que a estrutura do local fica sobre a ligação viária leste-oeste e não pode atrapalhar o trânsito parar por causa da reforma. A dengue na cidade Vemos na mídia muito sobre o combate à Dengue, porém a realidade não é essa. O prédio ao lado da empresa onde trabalho, na região central, está abandonado e muitos mosquitos, provavelmente alguns transmissores da doença, estão fazendo a festa em nossa fábrica. Um funcionário sentiu mal estar e, ao passar no hospital, foi internado por estar com dengue. JULIE FISCHER São Paulo A Secretaria Municipal da Saúde (SMS) informa que uma equipe de controle de zoonoses vistoriou o local no dia 30 de janeiro e constatou a existência de diversos pontos de acúmulo de água, porém sem a presença de larvas. Os agentes efetuaram o tratamento preventivo com larvicida para evitar que o mosquito transmissor da dengue deposite ovos no local. O imóvel foi cadastrado como prioritário e receberá visitas dos agentes a cada 15 dias. Os responsáveis pelo imóvel receberam orientações sobre como evitar que a água se acumule. A SMS ressalta que não há registro de casos de dengue na cidade de São Paulo neste ano. Salário maternidade No dia 16/2/2004 dei entrada no reembolso do salário maternidade de uma funcionária minha. Gostaria de saber porque até hoje não consegui receber do INSS um esclarecimento. Porque toda essa demora? Será que vai ser sempre assim aqui no nosso país? A filha da minha funcionária já está com 5 anos de idade,um absurdo! MARIA IMACULADA NAKASHIMA São Paulo Magali Leme, da Assessoria de Comunicação Social do INSS-SP, esclarece que a Receita Federal do Brasil, que incorporou a área de arrecadação da Previdência Social, detectou a existência de débito em nome da empresa da segurada, que supera o valor que ela deseja receber. Dessa forma, solicita que a leitora entre em contato com a Receita para mais orientações. Esclarecimento: A assessora de Comunicação da Subprefeitura da Vila Mariana Paola Martins, em resposta à reclamação do leitor, sr. Clecio Cruz (Carro abandonado, 5/2), a subprefeitura esclarece que o veículo que se encontrava abandonado em frente à Praça Paul Harris foi removido no dia 6 pela equipe de serviços.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.