Cartas

Falta de credibilidadeNo final de janeiro solicitei a instalação do pacote da NET - telefone, internet e TV - anunciado amplamente em diversas mídias. Uma funcionária do setor de assinaturas vendeu o serviço e acordou determinada data para a visita e instalação. Atendi a todas as condições exigidas pela empresa, que prometeu cinco vezes instalar os equipamentos, e nesses cinco agendamentos nenhum técnico apareceu. Uma das visitas foi marcada para o dia 22/2, domingo de carnaval, e a última, dia 1.º de março. Um gerente da área comercial chegou a se apresentar para resolver e intervir na situação, mas nada aconteceu. Fiquei frustrado, sem internet e telefone, com meus filhos questionando quando seria instalada a TV. Tive de procurar outras alternativas, já que a NET está despreparada para atender à demanda e está enganando o consumidor, fazendo-o crer que pode oferecer o serviço quando, na verdade, ele talvez possa tê-lo. É um descaso e um desrespeito ao consumidor, que fica à mercê de poucas operadoras, que, com atitudes como essa, acabam com nossa esperança de nos tornarmos um país sério.LUIZ AUGUSTO A. BALTHAZARSão PauloFernanda Piccablotto, da Gestão de Clientes da NET São Paulo, esclarece que o sr. Balthazar optou pelo cancelamento da instalação dos serviços.E acrescenta que a empresa se coloca à disposição para esclarecer qualquer dúvida.O leitor responde: É óbvio. Cancelei o serviço após todos os problemas não resolvidos e exaustivamente reclamados. A NET perdeu a credibilidade. Como poderei confiar numa empresa que age dessa maneira?Medida urgentePorque a tubulação do escoamento não resistiu, o lago esvaziou. Com isso ficamos sabendo, inclusive por autoridades competentes, que a quantidade de lodo é imensa! Cidadãos paulistanos querem que o lodo seja retirado e o lago, saneado. Mas o secretário do Meio Ambiente, Eduardo Jorge, deu a entender que o serviço de limpeza não pode ser contratado como emergencial e que seria necessária uma licitação. Até aí, tudo bem: que se faça a licitação, pois o lago precisa ser desassoreado. Estarrecedora foi a afirmação do seu chefe de gabinete, Hélio Neves, de que o lodo não precisaria ser retirado pois "ele está aí há mais de 50 anos e não colocou a vida de ninguém em risco". Se o nível existente de lodo levou 50 anos para se formar, se for retirado poderá levar outros 50 ou mais anos para chegar de novo ao nível atual. Não é verdade? É o quanto basta para que os serviços necessários e corretos sejam realizados, inclusive com licitação. Por que não? A população local e a frequentadora do Parque da Aclimação já deixaram patente, com expressiva manifestação de cidadania, no dia 27, que o desejo de todos é a retirada do lodo com o lago vazio, pois a limpeza com o lago cheio poderá ocultar que o trabalho não foi feito como deveria e impedir a imprescindível fiscalização popular.PEDRO LUÍS DE CAMPOS VERGUEIROSão PauloE agora?Fiz a inspeção veicular na Controlar, recebi o selo verde e solicitei a devolução da taxa paga, conforme manda a lei. Recebi no dia 4 e-mail da Controlar dizendo que não devolveria a taxa, pois meu veículo tinha pendências de licenciamento, um e-mail que não se pode responder, pois é gerado automaticamente. Nunca tive nenhuma pendência, como posso comprovar com documentos do Detran. É uma desculpa esfarrapada para não devolver o dinheiro, fazendo-nos cada vez mais desacreditar naquilo que nossos governantes inventam. Infelizmente, mais uma historinha para tirar o dinheiro do contribuinte.CARLOS ALBERTO BANDEIRA BEREASão PauloAlerta aos consumidoresFui surpreendido com um débito em minha conta no valor de R$ 355,26 da empresa Sem Parar, mas não possuo o serviço. Soube então que no dia 16 de janeiro foi feita em meu nome a venda de um dispositivo eletrônico do serviço Sem Parar pelo televendas a um proprietário de uma moto Honda de Itapetininga. Na vontade de vender, essa empresa não checa os documentos e ainda vende para uma moto, que, pelo que eu saiba, não usa o sistema. Não sei como pegaram meus dados e meu intuito é de avisar os consumidores para tomar cuidado com essa empresa.CARLOS EDUARDO ARAUJOSão PauloO gerente de Atendimento ao Cliente Sem Parar-Via Fácil, Bartolomeu Corrêa, diz que, assim que a empresa foi comunicada do fato, houve o imediato cancelamento da cobrança, sem nenhum tipo de prejuízo ao consumidor. A empresa está tomando as medidas cabíveis para apurar a responsabilidade.

, O Estadao de S.Paulo

08 de março de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.