Cartas

Sem permissão para dirigirSou residente no País há 55 anos e portador da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) desde 1962. No dia 25 de março fui a um posto conveniado do Detran para fazer os exames de renovação da carteira. No dia 1.º de abril recebi um telefonema do posto avisando de que a emissão de novas carteiras para cidadãos estrangeiros estava suspensa, sem data prevista para entrega. Até hoje não há previsão. Só estão liberando as carteiras nacionais. Apesar de acompanhar, estupefato, os desmandos em todos os níveis e em todos os setores da vida nacional, não posso acreditar que tenha chegado a esse absurdo. Bloquear a emissão de carteiras de estrangeiros! Como vou atender a compromissos profissionais e sociais?ALEXANDRE DE M. MARQUESSão PauloA Assessoria de Comunicação do Detran-SP esclarece que não se trata, de modo algum, de discriminação contra estrangeiros, mas de mudança nos procedimentos determinada pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), em razão da implantação da Base de Condutores Ampliada (BCA). Antes da BCA, para a renovação das CNHs o número do RNE era informado no campo número do RG. Agora há um campo específico para o RNE em branco, e essa informação precisa ser enviada com atualização pelo Detran por ofício, não mais pela internet. Portanto o Denatran solicita a atualização da informação caso a caso, o que é inviável em consequência do volume de ocorrências no Estado de São Paulo. O Detran-SP está negociando com o Denatran a revogação dessa exigência e espera a breve solução do problema.Qualidade do transporte Gostaria de reclamar da Linha Santo Amaro-João Paulo VI. Os veículos estão péssimos, os motoristas são despreparados, não param nos pontos, os ônibus atrasam, não há fiscalização e, sim, negligência. O que fazer com esse descaso? Aguardo providências.SILAS C. LEITESão PauloMarco Siqueira, da Assessoria de Comunicação Social da SPTrans, a respeito da linha citada, informa que nas fiscalizações realizadas foi constatada deficiência no serviço, com partidas não condizentes com a programação da linha. Esclarece que a cooperativa responsável foi multada e, diante da reclamação do leitor, que atesta que o serviço não voltou ao normal, voltará a ser fiscalizada.Critério para bônusGostaria de expressar minha indignação em relação ao bônus que o governador José Serra anuncia ter pago aos professores. Sou professora da Escola Estadual Dom Pedro Villas Boas de Souza, em Embu-Guaçu, da Diretoria de Ensino de Itapecerica da Serra. Nossa escola foi considerada a melhor de 1.ª a 4.ª séries da região de Itapecerica da Serra e até mesmo da Grande São Paulo. O Índice de Desenvolvimento da Educação do Estado de São Paulo (Idesp) da escola, que já era alto em 2007, foi de 4,41 e a meta para 2008 era de 4,52. A escola conseguiu 4,39. Como não alcançou a meta, nós, professores, não ganhamos nada. Escolas em que o índice era 1 e foi para 1,20 os professores ganharam 2,9 salários. Será que isso foi justo? Escolas que trabalharam não apenas um ano e sim muitos outros com dedicação não ganharam nada! Mesmo não alcançando a meta estamos muito acima da maioria das escolas. Em vez de incentivar os professores, o governo está desvalorizando e desmotivando os profissionais. LUCIANA VALENTESão PauloOs professores de Educação de Jovens e Adultos (EJA) da rede estadual de educação de São Paulo ficaram sem bônus por causa de critérios ineficientes de avaliação. Mesmo tendo cargo atribuído por concurso para lecionar apenas no EJA de ensino médio, como é o meu caso, não tive direito a ele, pois, na escola em que leciono, ele foi atrelado ao desempenho dos alunos de 1.ª a 4.ª séries do ensino fundamental, que obtiveram nota baixa. DAVI SILVESTRE FERNANDES MARTINSSão PauloDescaso públicoComo diretor da Sociedade Amigos do Real Parque, venho novamente solicitar ajuda para o caos instalado no bairro, principalmente na Rua Duquesa de Goiás. Não obstante os inúmeros e-mails enviados ao antigo subprefeito e ao secretário das subprefeituras, e as também incontáveis promessas de solução, a verdade é que, passados meses, até agora nada foi feito. É uma verdadeira vergonha o que se passa por ali. Não se vê nenhum fiscal municipal ou agente da CET atuando na área.RICARDO SALLESSão PauloA Prefeitura não respondeu.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.